‘Escola Base – Um Repórter Enfrenta o Passado’ e seus fantasmas

Reconhecer um erro é uma tarefa muitas vezes bem difícil, ainda mais quando esta falha destrói a vida de algumas famílias como foi o caso da Escola Base, em 1994. Um dos responsáveis pela propagação dessa mentira foi o jornalista Valmir Salaro, primeiro jornalista a noticiar o fato no Jornal Nacional, da Rede Globo. 27 anos depois desta furada, ele retoma essa história no excelente documentário ‘Escola Base – Um Repórter Enfrenta o Passado’, que está em cartaz no GloboPlay.

Como o título sugere, Salaro decide após muitos anos, enfim, enfrentar os fantasmas do passado que o atormentam. Dessa forma, ele resolve não apenas contar novamente essa história, mas também reencontrar as verdadeiras vítimas do caso, se desculpar pessoalmente e ouvir a versão delas dos fatos.

·  LEIA TAMBÉM: ‘Sra. Harris vai a Paris’ é tão doce que enjoa

Escola Base

Relembrando o Caso Escola Base

Instituição de ensino infantil de classe média de São Paulo, a Escola Base era um colégio comum até que, do dia para noite, se tornou o centro de um escândalo absurdo. Uma das crianças que estudavam ali alegou que o motorista da perua escola (marido de uma das proprietárias) a levava para um motel no horário escolar e sofria abusos sexuais dele e dos donos do colégio.

O caso explodiu após o delegado responsável pela investigação, Edélson Lemos, afirmar categoricamente que houve abuso após receber um laudo prévio do IML confirmando a denúncia. Com isso em mãos, Salaro exibiu a reportagem e as vidas de Icushiro Shimada, Maria Aparecida Shimada, Paula Milhin e o esposo Maurício Monteiro Alvarenga viraram do avesso. Pior, eles já foram condenados pela mídia, sem nenhuma apuração decente e foram jogados no inferno.

Inocentes destroçados

Bastou uma investigação com um pouco mais de cuidado para perceber que o caso não tinha o menor sentido. Não haviam provas, testemunhos, evidências, absolutamente nada. Apenas o depoimento de uma criança (que depois é explicado que fantasiou muita coisa a pedido da mãe) que não fazia o menor sentido.

Embora provarem que eram inocentes, darem entrevistas para programas de TV para comprovarem suas inocências, o estrago era irreparável. A Escola Base foi apedrejada, a casa dos proprietários também. Maurício se separou de Paula e, inclusive, abandonou as filhas para não ter contato com o passado. As verdadeiras vítimas perderam de goleada.

As entrevistas

O documentário mostra o emocionante depoimento de uma das filhas de Paula (que conta o caso da separação dos pais). Além disso, ela relata o bullying que tanto ela quanto a irmã sofreram durante as investigações. Duas crianças que viram os pais presos, perderam a casa, os amigos e toda a vida que conheciam antes do escândalo. Um verdadeiro filme de terror.

O casal Shimada, infelizmente, já morreu. Coube ao filho Ricardo Shimada dar um belo depoimento sobre a história dos pais, a loucura que sua vida se tornou, sua conversão ao evangelho e como a religião ajudou a canalizara sua raiva e a lidar com o turbilhão que tomou conta de sua vida.

Escola Base

Face a face

Porém, a parte mais emocionante do documentário é quando Salaro conversa sozinho, face a face, com cada um dos envolvidos. Maurício, Paula e Ricardo abrem seus corações e conversam de maneira madura e emocionada com o repórter que ajudou a acabar com suas vidas.

Escola Base – Um Repórter Enfrenta o Passado é uma verdadeira aula. Principalmente sobre pré-julgamentos e ouvir apenas um lado da história. É importante ressaltar que o caso aconteceu antes da internet chegar ao Brasil, antes das redes sociais dominarem o mundo virtual e a cultura do cancelamento fazer parte do nosso cotidiano. Se acontecesse nos dias de hoje, com certeza, o destino das verdadeiras vítimas seria bem pior.

Trailer – Escola Base – Um Repórter Enfrenta o Passado

Ficha técnica

Título original: Escola Base – Um Repórter Enfrenta o Passado
Direção: Caio Cavechini, Eliane Scardovelli
Roteiro: Eliane Scardovelli, Bruno della Latta
Elenco: Valmir Salaro, Icushiro Shimada, Maria Aparecida Shimada, Paula Milhin, Maurício Monteiro Alvarenga, Edélson Lemos, Ricardo Shimada
Duração: 106 minutos
Onde assistir: GloboPlay
País: Brasil
Gênero: documentário
Ano: 2022
Classificação: 12 anos

Fabio Martins

Santista de nascimento, flamenguista de coração e paulistano por opção. Fã de cinema, música, HQ, games e cultura pop.

Learn More →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.