‘Chamas da Vingança’ | Um remake desnecessário

A nova adaptação do livro ‘A Incendiária’, de Stephen King, chega aos cinemas com as expectativas de todos os remakes já produzidos. Será que era mesmo necessário refazer essa história? Talvez se tratando desse livro fosse uma boa ideia considerando que a primeira versão de 1984 não é muito boa e a produção enfrentou diversos problemas enquanto o filme era feito. Agora com o remake já lançado, é possível afirmar que mesmo sendo uma boa ideia, sua execução não foi.

Produzido pela Blumhouse, famosa por produzir filmes de terror e suspense de baixo orçamento, era esperado que o longa tivesse um bom toque dos dois gêneros, mas ele não se aprofunda em nenhum dos dois. Não existe terror em momento algum e, mesmo que tente criar uma atmosfera de suspense, todos os grandes mistérios do filme são revelados logo no começo. O diretor Keith Thomas tenta criar com o jogo de câmeras pequenos momentos de tensão ao longo do filme, mas sempre falhos e entediantes.

LEIA TAMBÉM: ‘Mulher Hulk: Defensora de Heróis’ e um trailer duvidoso

Chamas da Vingança

A trama

A trama segue Vicky (Sidney Lemmon) e Andy (Zac Efron) que se conheceram enquanto participavam de testes do governo quando jovens e ganharam poderes sobrenaturais como resultado. A filha deles, Charlie (Ryan Kiera Armstrong), herda ambos os poderes dos pais e possui pirocinese, o poder de controlar o fogo com a mente. A família vive em sigilo, se mudando constantemente, com acesso limitado a celulares e internet. Tudo para não serem rastreados e pegos pelo governo, já que não sabem o que irá acontecer com eles e principalmente com Charlie se forem capturados.

Com o filme falhando em manter o suspense no ar, existe uma tentativa de tornar o enredo sobre família e sobre o vínculo existente entre pai e filha. Essa tentativa também é falha, mesmo que a grande maioria do tempo em tela seja em volta dos dois personagens. O vínculo familiar não existe, não é trabalhado de forma o suficiente para que seja possível perceber a profundidade da relação entre eles. Assim, fica difícil para o público construir um vínculo com qualquer um dos personagens e com o que acontece com eles durante o filme.

Chamas da Vingança

Inconstâncias

Existe uma grande inconstância do roteiro e da personalidade dos personagens principais. Enquanto o pai tenta ensinar para filha sobre piedade, ele também tenta ensinar ela a lutar, ao mesmo tempo que a faz prometer que não vai machucar ninguém. Vários personagens morrem durante a trama e pai e filha parecem não ser afetados pelas mortes humanas. Inclusive uma morte de um animal é mais dramática do que a morte de um personagem importante e as duas acontecem em menos de dez minutos. As mudanças são muito rápidas e sem sentido algum.

Alguns personagens não tiveram função alguma no filme o que foi extremamente confuso. Aparições com algumas falas, que pareciam importantes, nomes e detalhes jogados, mas nada nunca com nenhum aprofundamento. Como se o filme fosse o primeiro de uma franquia ou fosse o primeiro episódio de uma série e as pessoas fossem voltar novamente em uma continuação.

Pouco se salva

Enquanto a maioria das atuações é mediana ou ruim, a atriz Ryan Kiera Armstrong, interprete de Charlie, consegue fazer um bom trabalho com a personagem principal e com o roteiro que recebeu. Ela é carismática e transmite bem os sentimentos da garotinha em cada uma de suas fases durante o filme. Vai de assustada com seus poderes no começo a vingativa e superpoderosa no final.

Chamas da Vingança é, em suma, um longa que não entrega nada do que promete. Não tem suspense, não tem terror, não tem família, não tem bons efeitos especiais. A única coisa que tem é uma temática com um potencial excelente desperdiçada em um filme medíocre. Talvez se a história do livro fosse refeita em uma série ao invés de um filme, ela tivesse muito mais espaço para ter seu universo aprofundada da forma que merece.

Por fim, se for comprar algo na Amazon, apoie a DIMENSÃO GEEK comprando pelo nosso linkhttps://amzn.to/3AKvgdu

Ficha técnica – Chamas da Vingança

Título original: Firestarter
Direção: Keith Thomas
Roteiro: Scott Teems
Elenco: Zac Efron, Ryan Kiera Armstrong, Sydney Lemmon, Michael Greyeyes
Onde assistir: somente nos cinemas
Duração: 94 minutos
País: Estados Unidos
Gênero: terror, drama e ficção científica
Ano: 2022
Classificação: 16 anos

Ana Teresa

Learn More →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.