Novidades

Throwback Thursday: De Volta para o Futuro

O filme de hoje tem tudo a ver com essa coluna: viagem no tempo, volta ao passado. Sim, eu estou falando de De Volta Para o Futuro. O longa de 1985, produzido por ninguém menos do que Steven Spielberg e dirigido por Robert Zemeckis (leia o texto de Itamar Alves falando sobre o diretor clicando aqui), marcou época, fez e ainda faz muito sucesso até hoje. Marcou não só a geração que o assistiu como as que vieram depois. E ainda terá exibição no cinema neste final de semana! Mas, primeiro, vamos ao esboço do filme.

Marty McFly (Michael J. Fox) é um jovem que leva uma vida normal com a família e a namorada. O melhor amigo dele é Emmett Brown (Christopher Lloyd), um cientista excêntrico apelidado de Doutor. Um dia, enquanto no laboratório, Marty aciona acidentalmente uma máquina do tempo em um Delorean, retornando aos anos 50. Lá conhece sua mãe, Lorraine Baines-McFly (Lea Thompson), antes ainda do casamento com seu pai, George McFly (Crispin Glover). O problema começa quando, sem saber, a versão mais nova da mãe se apaixona pelo próprio filho. Essa paixão põe em risco a própria existência de Marty, pois alteraria todo o futuro, e o força o garoto a servir de cupido para os pais.

De jovem comum, Marty Mcfly passa a ser o criador do rock e até do skate. Tudo sem querer. Uma das cenas mais memoráveis do filme, ele tocar a música Johnny B. Good, do Chuck Berry, para toda a escola durante o baile. E é o tipo de som ao qual ninguém na época estava acostumado. Uma das coisas mais interessantes do filme é ver o choque cultural entre as épocas. E aí que mora o humor de De Volta para o Futuro.

Esse filme até hoje mexe com a imaginação das pessoas. Quantas pessoas quiseram um Delorean? Quantas ainda querem? Quem nunca imaginou uma volta ao passado para consertar alguns erros de percurso, ganhar algum dinheiro ou, simplesmente dar aquela resposta que ficou entalada na garganta e que poderia mudar o rumo das coisas? Se não todo mundo, muita gente. Com certeza! Sou uma delas, posso garantir.

Uma curiosidade sobre o filme: Michael J Fox não foi a primeira escolha. Era para Eric Stoltz fazer Marty Macfly (ainda bem que mudaram de ideia).

Aos fãs do filme, um aviso (e uma propaganda gratuita – mas vale a pena). Do dia 28 de fevereiro a 4 de março, a Rede Cinemark vai exibir essa pérola do cinema. Vale a pena conferir e relembrar esse velho clássico!

Jeanine Alvarenga on facebook
Jeanine Alvarenga
Viciada em literatura, fã de mangás e animes, adoradora de cinema, jornalista nas horas vagas.
About Jeanine Alvarenga (16 Articles)
Viciada em literatura, fã de mangás e animes, adoradora de cinema, jornalista nas horas vagas.
Contact: Facebook