Novidades

The Walking Dead | The Day Will Come When You Won’t Be

Depois de um final de temporada brochante, com (mais) um cliffhanger desnecessário, enfim The Walking Dead mostrou aquilo que todos queriam ver no último capítulo do sexto ano da série: quem morreu nas mãos de Negan. Exibido neste domingo pela Fox, The Day Will Come When You Won’t Be foi um episódio tenso e chocante para quem não acompanha a HQ e ainda não sabia que Glenn partia dessa para melhor de uma maneira extremamente violenta.

The Day Will Come When You Won’t Be ainda tentou dar uma enganada nos leitores da HQ ao mostrar Negan abrindo a cabeça de Abraham, dando a impressão de que Glenn seria poupado, pois nos quadrinhos não é o novo vilão da série quem mata o bigodudo e sim Dwight, com um tiro de besta.

Totalmente centrado em Negan, The Day Will Come When You Won’t Be foi uma estreia impactante, que serviu para mostrar a personalidade doentia do sujeito – que consegue ser um psicopata sádico e carismático ao mesmo tempo – e como ele consegue destruir psicologicamente Rick Grimes. Mas, ao mesmo tempo, foi um episódio repetitivo, com várias cenas dispensáveis (como, por exemplo, as lamentações do protagonista e ele imaginando seus amigos morrerem vítimas da Lucille – o famoso bastão de beisebol coberto por arame farpado) e sem muito o que dizer.

Claro que The Day Will Come When You Won’t Be foi um episódio promissor. Ainda faltam personagens importantes serem apresentados (como Ezekiel) e, se a série for seguir os passos da HQ, é bem provável que Jesus, que pouco apareceu no sexto ano, comece a crescer na sétima temporada. Mas ainda é muito cedo para comemorar.

Não podemos esquecer do que a série fez com o Governador, que na HQ era muito mais insano, onde chegou a estuprar Michone, decepou a mão direita de Rick e matou Lori e seu bebê na batalha quando o grupo ainda estava na cadeia, mas na TV teve uma bela suavizada e fez muito pouco perto do que foi mostrado nos quadrinhos.

Negan, é verdade, é um personagem mais complexo, com poder de fogo, exército, apetite e insanidade muito maior que o Governador. É esperar para que The Day Will Come When You Won’t Be tenha sido apenas um aperitivo do que ainda veremos pela frente.

Fabio Martins on twitterFabio Martins on linkedinFabio Martins on instagramFabio Martins on googleFabio Martins on facebookFabio Martins on email2
Fabio Martins
Santista de nascimento, flamenguista de coração, paulistano por opção. Ama vídeo game, cinema, séries, música, nerdices e cultura pop em geral.
About Fabio Martins (374 Articles)
Santista de nascimento, flamenguista de coração, paulistano por opção. Ama vídeo game, cinema, séries, música, nerdices e cultura pop em geral.