Tempo e espaço andam se beijando em nossas cabeças desde 1905. As publicações de Albert Einstein sobre luz e movimento alteraram a percepção newtoniana da imobilidade espaço temporal e prepararam psicologicamente o século XX para a intensificação das relações promíscuas entre hora e metro: invenções como avião e container derrubaram barreiras temporais, modificando a relação