Novidades

Playstation 2: 15 jogos para celebrar 15 anos

Há exatos 15 anos a Sony partia para a dominação do mercado de games com o lançamento do Playstation 2 no Japão. Se o console anterior colocou a empresa no mundo dos games, o novo aparelho a colocou no topo. E isso se deve a incrível variedade de excelentes jogos e a tecnologia avançada que o dispositivo tinha na época.

Para se ter uma ideia do fenômeno do aparelho, no dia 29 de novembro de 2005, o PlayStation 2 tornou-se o console mais rápido a atingir a marca de 100 milhões de unidades vendidas no mundo inteiro, realizando o feito no prazo de cinco anos e oito meses de seu lançamento. O videogame superou assim o seu antecessor, o PlayStation 1, que levou nove anos e seis meses para atingir o feito.

A estimativa da Sony é que o PlayStation 2 vendeu mais de 150 milhões de unidades e teve mais de 3800 títulos disponíveis. Para celebrar esses 15 anos, escolhemos os 15 melhores jogos da história do console. Você concorda com ela?

Jak 3
No Playstation 2, a Naughty Dog já dava sinais de que um dia se tornaria a grande produtora de games que é hoje. Nesse maravilhoso jogo que mistura ação com corrida e tiro, Jak e Daxter são banidos injustamente acusados de crimes ao Estado de Haven City pelo vilão Conde Veger. Resgatados pelo Rei Damas, eles partem para salvar Haven City mais uma vez.

Tony Hawk Pro Skater 3
Considerado o melhor jogo da franquia Tony Hawk, o jogo foi o primeiro do Playstation 2 a ter suporte online. O game conseguiu captar a essência e realidade do esporte, permitindo fazer manobras incríveis para aquela época.

Devil May Cry 3
Devil May Cry 3 tinha ótimos gráficos e ação na medida. Um incrível jogo de ação para lutar contras as forças do mal. Considerado um dos jogos mais difíceis do console, o game apresentava uma ótima diversidade de armas, espadas e poderes para ajudar Dante a trucidar demônios pelo caminho.

Silent Hill 2
O jogo conseguiu a incrível façanha de expandir drasticamente a mitologia da série, superando o jogo anterior do PS1, apresentando personagens novos de peso e um final imprevisível em várias camadas diferentes. Isso sem contar o clima aterrorizante que permeia o jogo.

Guitar Hero II
Embora a jogabilidade seja praticamente igual ao primeiro jogo da série, essa continuação trouxe aquilo que os fãs mais queria: 43 novas faixas, muitas delas gravações originais e repletas de clássicos. Diversão garantida para os roqueiros de plantão.

Final Fantasy X
Um dos maiores RPGs da história do console, o 10.º capítulo da série apresentava algumas diferenças das versões anteriores e introduziu uma aventura um pouco mais linear, gráficos impressionantes para a época e uma história tão boa que gerou pela primeira vez uma sequência direta na série. A Final Fantasy X-2.

Resident Evil 4
Lançado exclusivamente para o GameCube, o console da Sony conseguiu uma versão desse incrível jogo um ano depois da exclusividade da Nintendo. O jogo reinventou a série de terror, apresentando novos e melhores personagens e com gráficos caprichados que superava a expectativa da época.

Pro Evolution Soccer 6
Melhor jogo de futebol do Playstation 2, o jogo teve várias ligas europeias licenciadas (Espanhola, Francesa, Holandesa e Italiana), possibilidade de criar o seu próprio torneio, além do modo Master League, permitindo o jogador a se torna dirigente. O jogo teve melhorias no controle dos jogadores, deixando o jogo mais realista, possibilidade de jogar em rede, novas opções na PES Shop e a inserção de um torneio especial: The Reebok Cup (o campeonato da patrocinadora do game).

Sly Cooper and the Thievius Raccoonus
Jogo de plataforma criado pela Sucker Punch Productions e um dos mais divertidos da história do console, o game se centraliza no protagonista e ladrão mestre Sly Cooper e sua turma: Bentley o Jabuti e Murray o Hipopótamo, cujo objetivo é desbaratar os 5 Diabólicos para recuperar o “Thievius Raccoonus”, um livro com acumulação de movimentos assaltantes de todos os ancestrais do Sly. A sensação desse jogo é participar de um desenho animado. Uma pequena obra-prima.

GTA 3
Grand Theft Auto 3 foi o game que popularizou e revolucionou o estilo de jogo dos games da época. É o jogo que estabeleceu o alto padrão da série, fazendo com que o game se tornasse o sucesso estrondoso que é hoje. Graças a ele a Rockstar elevou o seu padrão para lançar as sequencias maravilhosas do Playstation 2: Vice City e San Andreas.

Metal Gear Solid 3: Subsistence
O jogo fez o que parecia impossível: Superar a qualidade de Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty. O game trocou as frias instalações militares por uma perigosa floresta e explorou conceitos novos como camuflagem, ampliando o elemento “Stealth” da série. Ainda hoje é considerado uma das melhores versões de Metal Gear.

Okami
Uma pena que tenha sido fracasso de vendas, pois o visual de aquarela e o roteiro de Okami são deslumbrantes. Com uma história baseada no folclore japonês, o jogador controlava a deusa do sol Amaterasu em forma de um lobo branco. A missão era restaurar cor, vida e prosperidade ao mundo desolado pelas forças do mal. Okami é sem sombra de dúvidas o jogo mais ousado e inovador da história do Playstation 2, provando mais uma vez que game também é uma forma de arte.

Ico
Outro jogo que era considerado uma forma de arte do console era Ico. Um jogo onde o protagonista tinha que escapar com a princesa indefesa de um castelo intransponível , onde eram perseguidos por sombras fantasmagóricas. Outro grande jogo do PS2 e um dos maiores clássicos da história do videogame.

God of War 2
Kratos está de volta em uma versão melhorada do excelente jogo original. Trata-se de um jogo com ação frenético, bem violento, com ótima jogabilidade, roteiro de primeira e dificuldade na medida. Um jogo que consolidou o personagem como um dos símbolos do Playstation 2.

Shadow of the Colossus
Criado pelos mesmos produtores de Ico, Shadow of the Colossus era simplesmente inacreditável. Difícil imaginar que seria possível fazer um jogo daquele nível, naquela época. Com uma paisagem infinita e deslumbrante, o jogo consistia em lutar contra 16 inimigos, criaturas gigantescas (era preciso escalar o inimigo para mata-lo), contra as quais cada batalha era um combate épico. Uma preciosidade que até sobrevive bem até hoje e bate muitos jogos dos consoles da nova geração.

Fabio Martins on twitterFabio Martins on linkedinFabio Martins on instagramFabio Martins on googleFabio Martins on facebookFabio Martins on email2
Fabio Martins
Santista de nascimento, flamenguista de coração, paulistano por opção. Ama vídeo game, cinema, séries, música, nerdices e cultura pop em geral.
About Fabio Martins (376 Articles)
Santista de nascimento, flamenguista de coração, paulistano por opção. Ama vídeo game, cinema, séries, música, nerdices e cultura pop em geral.