Novidades

Homem-Aranha: De Volta ao Lar | Crítica do filme

Já dizia aquele ditado: “O bom filho a casa torna”. Por isso, nada mais sugestivo que o nome do novo filme do Homem-Aranha, um dos personagens mais icônicos dos quadrinhos, seja “De Volta Ao Lar”. Claro que a Sony ainda detém os direitos do personagem, mas é inegável que esse “retorno” ao Universo Marvel fez incrivelmente bem ao Cabeça de Teia que foi premiado com um filme a altura de sua magnitude.

Homem-Aranha: De Volta ao Lar é mais uma prova de que a Marvel dá um banho na concorrência quando falamos em filmes de super-heróis. Seja ele fidedigno ou não ao que estamos acostumados a ler nas HQs, o resultado na telona é exuberante e que se encaixa perfeitamente não apenas no seu universo quanto na construção do personagem. Somando essa qualidade da produtora a um diretor desconhecido com um belo filme independente na bagagem, um roteiro delicioso, um protagonista pra lá de carismático, um elenco jovem muito bem escolhido, ótimos coadjuvantes e um grande ator no papel de um excelente vilão, o resultado só poderia ser um filmaço.

Com apenas dois longas no currículo, Jon Watts recebeu a difícil missão de trazer de volta a dignidade do Homem-Aranha, que foi jogada no limbo em seus três últimos filmes. Mas o jovem diretor, que em 2015 dirigiu o excelente A Viatura (Cop Car – 2015), estrelado por Kevin Bacon, conseguiu realizar um belíssimo trabalho e entregar um filme que só não é superior ao Homem-Aranha 2 (Spider-Man 2 – 2004).

Além do diretor, outra grande força de Homem-Aranha: De Volta ao Lar é o seu elenco: Tom Holland é o Peter Parker que todo fã do Amigão da Vizinhança gostaria de ver. Michael Keaton acerta em cheio no tom do vilão Adrian Toomes /Abutre. Robert Downey Jr. (Tony Stark / Homem de Ferro), Marisa Tomei (Tia May) e Jon Favreau (Happy) são excelentes coadjuvantes e, ao invés de roubarem o espaço do jovem aracnídeo, ajudam-no a brilhar. O elenco juvenil é encantador e parece ter saído de um filme do saudoso John Hughes. Jacob Batalon (Ned), Laura Harrier (Liz), Tony Revolori (Flash) e Zendaya (Michelle) se encaixam de maneira tão perfeita que nos faz lembrar de “O Clube dos Cinco” (The Breakfast Club – 1985).

A história de Homem-Aranha: De Volta ao Lar começa antes de participação do Cabeça de Teia em Capitão América: Guerra Civil (Captain America: Civil War – 2016). Ela se inicia logo após os acontecimentos de Os Vingadores (The Avengers – 2012) e Os Vingadores: A Era de Ultron (Avengers: Age of Ultron – 2015), quando Adrian Toomes resolve caçar os destroços alienígenas em Nova Iorque para construir novas e poderosas armas. Saltando para os eventos que culminou na briga entre Tony Stark e Steve Rogers, vemos o jovem Peter Parker, deslumbrado com a possibilidade de se tornar um Vingador e extremamente ansioso por uma nova missão ao lado do Homem de Ferro e sua nova turma. Enquanto isso, ele precisa lidar com o tédio de ser um herói a serviço do nada, vencer a timidez para conquistar a garota mais popular da escola, evitar sofrer bullyng todo santo dia e conviver com sua nerdice. Cansado de esperar pelo tão sonhado convite, o Amigão da Vizinhança resolve agir sozinho e enfrentar o Abutre mesmo sem o aval do seu tutor, Homem De Ferro.

Tudo em Homem-Aranha: De Volta ao Lar é muito bem dosado. Principalmente as cenas de ação e efeitos especiais. Ao invés de exagerar a mão para cobrir uma história fraca, a Marvel focou numa bela trama e utilizou esses recursos técnicos como recursos para fortalecer uma boa história. A nova aventura do Cabeça de Teia é, além de um ótimo filme, um presentaço para os fãs do personagem.

Homem-Aranha: De Volta ao Lar
Direção: Jon Watts
Roteiro: Jonathan Goldstein, John Francis Daley, Jon Watts, Christopher Ford, Chris McKenna e Erik Sommers.
Elenco: Tom Holland, Michael Keaton, Robert Downey Jr, Marisa Tomei, Jon Favreau, Jacob Batalon, Laura Harrier, Tony Revolori e Zendaya.

Fabio Martins on twitterFabio Martins on linkedinFabio Martins on instagramFabio Martins on googleFabio Martins on facebookFabio Martins on email2
Fabio Martins
Santista de nascimento, flamenguista de coração, paulistano por opção. Ama vídeo game, cinema, séries, música, nerdices e cultura pop em geral.
About Fabio Martins (391 Articles)
Santista de nascimento, flamenguista de coração, paulistano por opção. Ama vídeo game, cinema, séries, música, nerdices e cultura pop em geral.