Novidades

Globo de Ouro 2016| Wagner Moura é um dos indicados

A excelente atuação de Wagner Moura como o traficante Pablo Escobar na série “Narcos”, da Netflix, rendeu ao brasileiro uma indicação ao Globo de Ouro 2016. A Associação dos Correspondentes Estrangeiros de Hollywood, ao contrário de muitos brasileiros, não se importou com o sotaque espanhol do ator e sim com seu excelente trabalho no seriado produzido por José Padilha (Tropa de Elite).

A indicação pode ser considerada um prêmio, pois dificilmente Moura levará o Globo de Ouro para casa. Não por causa do seu trabalho, que realmente é excelente. O problema é que o ator brasileiro enfrentará dois concorrentes de peso. Jon Hamm fechou com chave de ouro a sua atuação como Don Draper na última temporada de “Mad Men” e Bob Odenkirk teve um ótimo desempenho como o advogado picareta Saul Goodman, em “Better Call Saul”. Portanto, o prêmio deve ficar entre esses dois últimos Os outros indicados na categoria são Rami Malek (“Mr. Robot”) e Liev Schreiber (“Ray Donovan”).

Leonardo DiCaprio
Um dos filmes mais aguardados de 2016 é O Regresso, do grande vencedor do Oscar desse ano, Alejandro González Iñárritu. O longa é bastante aguardado pelo público e concorre em quatro categorias: Melhor Ator Dramático (Leonardo DiCaprio), Melhor Filme Dramático, Melhor Diretor (Iñárritu) e Melhor Trilha Sonora. A produção vem sendo apontada como aquela que, finalmente, premiará DiCaprio com um Oscar de Melhor Ator.
A decepção da noite foi a esnobada que a associação deu no filme brasileiro “Que Horas Ela Volta?”. O longa de Anna Muylaert foi superado pelo belga “The Brand New Testament”, o chileno “O Clube”, o finlandês “The fencer”, o francês “Cinco Graças” e o húngaro “O Filho de Saul”.

A cerimônia da 73.ª edição do Globo de Ouro 2016 será no dia 10 de janeiro.

O ator brasileiro Wagner Moura concorre na categoria melhor ator em série de drama por seu trabalho em “Narcos”). O Globo de Ouro com prêmios relacionados a cinema e TV e é dividido em 25 categorias. Veja abaixo a lista completa dos indicados.

Melhor filme dramático
“Carol”, de Todd Haynes
“Mad Max: Estrada da Fúria”, de George Miller
“O regresso”, de Alejandro González Iñárritu
“O quarto de Jack”, de Lenny Abrahamson
“Spotlight – Segredos revelados”, de Tom McCarthy

Melhor ator em filme dramático
Bryan Cranston, por “Trumbo”
Leonardo DiCaprio, por “O regresso”
Michael Fassbender, por “Steve Jobs”
Eddie Redmayne, por “A garota dinamarquesa”
Will Smith, por “Um homem entre gigantes”

Melhor atriz de filme dramático
Cate Blanchett, por “Carol”
Brie Larson, por “O quarto de Jack”
Rooney Mara, por “Carol”
Saoirse Ronan, por “Brooklyn”
Alicia Vikander, por “A garota dinamarquesa”

Melhor diretor
Todd Haynes, por “Carol”
Alejandro González Iñárritu, por “O regresso”
Tom McCarthy, por “Spotlight”
George Miller, por “Mad Max – Estrada da Fúria”
Ridley Scott, por “Perdido em Marte”

Melhor roteiro
Emma Donoghue, por “O quarto de Jack”
Tom McCarthy, Josh Singer, por “Spotlight”
Charles Randolph, Adam McKay, por “A grande aposta”
Aaron Sorkin, por “Steve Jobs”
Quentin Tarantino, por “Os oito odiados”

Melhor filme de comédia ou musical
“A grande aposta”, de Adam McKay
“Joy”, de David O. Russell
“Perdido em Marte”, de Ridley Scott
“A espiã que sabia de menos”, de Paul Feig
“Descompensada”, de Judd Apatow

Melhor atriz em filme de comédia
Jennifer Lawrence, por “Joy”
Amy Schumer, por “Descompensada”
Melissa McCarthy, por “A espiã que sabia de menos”
Maggie Smith, por “A senhora da van”
Lily Tomlin, por “Grandma”

Melhor ator em filme de comédia
“Christian Bale”, por “A grande aposta”
“Steve Carell”, por “A grande aposta”
“Matt Damon”, por “Perdido em Marte”
“Al Pacino”, por “Não olhe para trás”
“Mark Ruffalo”, por “Sentimentos que curam”

Melhor atriz coadjuvante
Jane Fonda, por “Youth”
Jennifer Jason Leigh, por “Os oito odiados”
Helen Mirren, por “Trumbo”
Alicia Vikander, por “Ex Machina”
Kate Winslet, por “Steve Jobs”

Melhor ator coadjuvante
Paul Dano, por “Love & Mercy”
Idris Elba, por “Beasts of no nation”
Mark Rylance, por “Ponte de espiões”
Michael Shannon, por “99 homes”
Sylvester Stallone, por “Creed: Nascido para lutar”

Melhor filme estrangeiro
“Le tout nouveau testament”, de Jaco Van Dormael (Bélgica)
“O clube”, de Pablo Larraín (Chile)
“The Fencer”, de Klaus Härö (Finlândia)
“Cinco graças”, de Deniz Gamze Ergüven (França)
“O Filho de Saul”, de László Nemes (Hungria)

Melhor animação
“Anomalisa”
“The Good Dinosaur”
“Divertida mente”
“Snoopy & Charlie Brown: Peanuts, o Filme”
“Shaun The Sheep”

Melhor canção original
“Love Me Like You Do”, de “50 tons de cinza”
“One Kind of Love”, de “Love and mercy”
“See You Again”, de “Velozes e furiosos 7”
“Simple Sound #3”, de “Youth”
“Writing’s On The Wall”, de “007 contra Spectre”

TELEVISÃO

Melhor série dramática
“Empire”
“Game of Thrones”
“Mr. Robot”
“Narcos”
“Outlander”

Melhor série de comédia ou musical
“Casual”
“Mozart in the Jungle”
“Silicon Valley”
“Transparent”
“Orange is the New Black”
“Veep”

Melhor minissérie ou telefilme
“American Crime”
“American Horror Story: Hotel”
“Fargo”
“Flesh and Bone”
“Wolf Hall”

Melhor atriz em série dramática
Viola Davis, por “How to get away with murder”
Caitriona Balfe, por “Outlander”
Eva Green, por “Penny dreadful”
Taraji P. Henson, por “Empire”
Robin Wright, por “House of cards”

Melhor ator em série dramática
Jon Hamm, por “Mad Men”
Rami Malek, por “Mr. Robot”
Wagner Moura, por “Narcos”
Bob Odenkirk, por “Better Call Saul”
Liev Schreiber, por “Ray Donovan”

Melhor ator em série de comédia
Aziz Ansari, por “Master of none”
Gael Garcia Bernal, por ‘Mozart in the jungle”
Rob Lowe, por “The grinder”
Patrick Stewart, por “Blunt talk”
Jeffrey Tambor, por “Transparent”

Melhor atriz em série de comédia
Rachel Bloom, “Crazy ex-girlfriend”
Jamie Lee Curtis, “Scream queens”
Julia Louis-Dreyfus, “Veep”
Gina Rodriguez, “Jane the virgin”
Lily Tomlin, “Grace and Frank”

Melhor ator em minissérie ou telefilme
Idris Elba, “Luther”
Oscar Isaac, “Show me a hero”
David Oyelowo, “Star Wars Rebels”
Mark Rylance, “Wolf hall”
Patrick Wilson, “Fargo”

Melhor atriz em minissérie ou telefilme
Kirsten Dunst, por “Fargo”
Lady Gaga, por “American horror story: Hotel”
Sarah Hay, por “Flesh and bone”
Felicity Huffman, por “American crime”
Queen Latifah, por “Bessie”

Melhor atriz coadjuvante em série, minissérie ou telefilme
Uzo Aduba, por “Orange is the New Black”
Joanne Froggatt, por “Downton Abbey”
Regina King, por “American Crime”
Judith Light, por “Transparent”
Maura Tierney, por “The Affair”

Melhor ator coadjuvante em série, minissérie ou telefilme
Alan Cumming, por “The good wife”
Damian Lewis, por”Wolf hall”
Ben Mendelsohn, por “Bloodline”
Tobias Menzies, por “Outlander”
Christian Slater, por “Mr Robot”

Fabio Martins on twitterFabio Martins on linkedinFabio Martins on instagramFabio Martins on googleFabio Martins on facebookFabio Martins on email2
Fabio Martins
Santista de nascimento, flamenguista de coração, paulistano por opção. Ama vídeo game, cinema, séries, música, nerdices e cultura pop em geral.
About Fabio Martins (392 Articles)
Santista de nascimento, flamenguista de coração, paulistano por opção. Ama vídeo game, cinema, séries, música, nerdices e cultura pop em geral.