Novidades

Game of Thrones S6E06| Blood of my Blood

Uma das coisas mais legais nessa temporada de Game of Thrones é como a produção está sabendo caminhar com as próprias pernas, pois não tem mais os livros de George R. R. Martin para se basear. Melhor que isso, a série está resolvendo muito bem diversas questões, acelerando algumas histórias sem atropelar e não precisando de cenas frenéticas de ação para fechar um bom episódio. Em Blood of my Blood, sexto episódio da sexta temporada, por exemplo, os roteiristas utilizaram um artifício muito interessante para evoluir na saga: Utilizaram um tema como fio condutor para ligar tudo o que assistimos.

Neste caso, o tema foi o reencontro. Ficou nítido como esse recurso foi usado em Blood of my Blood. Começando com Bran, que reencontrou o passado de Westeros em uma de suas visões, vendo como foi que Jaime se tornou o regicida e salvou o povo assassinando o Rei Louco que queria queimar todo mundo na cidade. Além disso, Bran voltou a se encontrar com o seu tio Benjen Stark que sumiu na primeira temporada e que nos livros acreditava-se que ele tinha se tornado um dos personagens místicos da saga: O Mãos Frias. Teoria que agora foi comprovada na TV, com ele afirmando que estava para morrer, mas foi salvo pelos Filhos da Floresta.

Samwell Tarly volta a encontrar sua família e sentir novamente a repulsa de seu pai, que além de repudiar o filho pelo homem fraco que se tornou, não aprovou sua relação com a selvagem Gilly e seu pequeno Sam. E finalmente o rechonchudo medroso tomou coragem de fugir, já que ainda não consegue enfrentar o chefe da sua casa.

O reencontro também foi o gancho usado em Blood of my Blood para mostrar o destino de Arya. A garota que “não tinha nome” não aproveitou sua segunda chance em Bravos e desobedeceu a ordem de Jaqen H’ghar, optando por deixar viva a atriz que deveria ser seu algoz. Melhor dizendo, ela se reencontrou como uma Stark, colocou sua honra acima de tudo e reencontrou a sua espada agulha para, quem sabe, voltar ao norte, reencontrar seus irmãos e ajuda-los a reconquistar Winterfell.

Em Westeros, o pequeno rei Tommen se reencontra com sua amada Margaery que conseguiu se safar da Caminhada da Vergonha, ao reencontrar o seu poder de persuasão e convencer seu marido a entrar em consenso com o Alto Pardal e forjar uma aliança perigosa com os fanáticos religiosos. É sempre bom lembrar que essa união quase aniquilou com a rainha mãe, Cersei Lannister.

Por fim, Blood of my Blood promoveu o reencontro mais importante e mais perigoso para o reinado dos Lannisters: Daenerys e seu bichano Drogo, junto com seu exército Dothraki que, apesar de sua aversão ao mar, prometeu em coro uníssono atravessar o oceano e ajudar a Mãe dos Dragões a reconquistar o trono dos Sete Reinos para a família Targaryen.

Fabio Martins on twitterFabio Martins on linkedinFabio Martins on instagramFabio Martins on googleFabio Martins on facebookFabio Martins on email2
Fabio Martins
Santista de nascimento, flamenguista de coração, paulistano por opção. Ama vídeo game, cinema, séries, música, nerdices e cultura pop em geral.
About Fabio Martins (391 Articles)
Santista de nascimento, flamenguista de coração, paulistano por opção. Ama vídeo game, cinema, séries, música, nerdices e cultura pop em geral.