Novidades

Clássicos Cinemark: Sétima temporada começa dia 16

Sucesso de público e crítica, a temporada de Clássicos Cinemark chega em sua sétima edição, com uma programação variada que agrada novamente diversos tipos de público. O filme que abrirá a nova sessão é a primeira aventura do agente James Bond, 007 Contra o Satânico Dr. No. Na sequencia, entram em cartaz O Resgate do Soldado Ryan, 12 Homens e Uma Sentença, Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida, Os Pássaros e O Exterminador do Futuro. Todos com cópias restauradas digitalmente.

Como de costume, cada filme da sessão Clássicos Cinemark será apresentado três vezes ao longo de uma semana, em 53 complexos distribuídos pelas cidades de Aracaju, Barueri, Belo Horizonte, Betim, Brasília, Campinas, Campo Grande, Canoas, Cotia, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Goiânia, Londrina, Manaus, Natal, Niterói, Palmas, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, São José dos Campos, Taubaté, Uberlândia e Vitória. Os ingressos custam R$ 14 (inteira) e R$ 7 (meia).
Sinopses dos Clássicos Cinemark:

16, 17 e 20 de maio
007 Contra o Satânico Dr. No (110 minutos), de Terence Young

Na primeira aventura cinematográfica do maior agente secreto de odos os tempos, James Bond (Sean Connery) visita o Caribe para investigar a morte misteriosa de John Strangways, um membro do Serviço Secreto, e de sua secretária, Mary Trueblood. Strangways estava perto de descobrir quem interceptava os foguetes norte-americanos lançados de Cabo Canaveral. Lá ele descobre o plano do terrível cientista Dr. No e fará de tudo para impedi-lo. Logo no filme de estreia, 007 já apresenta todas as características que marcam os filmes da série: Temos um vilão carismático, uma bond girl, os aparelhos sofisticados que tiram Bond de alguma enrascada, locações exóticas, a sequencia de abertura e a música tema inconfundível. Ah, sim, sem contar na mistura exata de ação, espionagem e humor.

23, 24 e 27 de maio
O Resgate do Soldado Ryan (170 minutos), de Steven Spielberg

Filme de guerra de Steven Spielberg que premiou o diretor com um Oscar, mas injustamente, não fez o mesmo com o filme. O longa estrelado por Tom Hanks tem ma das sequencias iniciais mais incríveis da história do cinema ao tentar reproduzir com fidelidade o desembarque das tropas americanas na Normandia, em junho de 1944, famoso Dia D. São 15 minutos que o espectador não pisca, com cenas de guerra excepcionais e uma violência explícita justificada pelo diretor. Segundo Spielberg, nenhum filme sobre a Segunda Grande Guerra mostrava a brutalidade dela. E ele quis (e conseguiu mostrar isso na tela). No filme, capitão Miller recebe a missão de comandar um grupo do segundo batalhão para o resgate do soldado James Ryan, caçula de quatro irmãos, dentre os quais três morreram em combate. Por ordens do chefe George C. Marshall, eles precisam procurar o soldado e garantir o seu retorno, com vida, para casa.

30 e 31 de maio; e 3 de junho
12 Homens e Uma Sentença (96 minutos), de Sidney Lumet

Um jovem porto-riquenho é acusado de ter matado o próprio pai de forma brutal. Quando ele vai a julgamento, doze jurados se reúnem para decidir a sentença, levando em conta que o réu deve ser considerado inocente até que se prove o contrário. Onze dos jurados têm plena certeza de que ele é culpado, e votam pela condenação, mas um jurado acha que é melhor investigar mais para que a sentença seja correta. Para isso ele terá que enfrentar diferentes interpretações dos fatos.

6, 7 e 10 de junho
Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida (115 minutos), de Steven Spielberg

O maravilhoso filme que nos apresentou um dos maiores heróis do nosso tempo: o arqueólogo Indiana Jones e primeiro trabalho da parceria entre os mestres George Lucas e Steven Spielberg que procuravam aqui homenagear as aventuras cinematográficas dos anos 30, que assistiam quando crianças. No filme, Indy é contratado para encontrar a Arca da Aliança, que segundo as escrituras bíblicas conteria “Os Dez Mandamentos” que Deus revelou a Moisés no Monte Horeb. Mas como a lenda diz que o exército que a possuir será invencível, Indiana Jones terá um adversário de peso na busca pela arca perdida: o próprio Adolf Hitler.

13, 14 e 17 de junho
Os Pássaros (120 minutos), de Alfred Hitchcock

Um dos grandes clássicos do Mestre do Suspense mostra a vida de Melanie Daniels (Tippi Hedren), uma bela e rica socialite que sempre vai atrás do que quer. Um dia ela conhece o advogado Mitch Brenner em um pet shop e fica interessada nele. Após o encontro ela decide procurá-lo em sua cidade. Ela vai até a pacata Bodega Bay, na Califórnia, onde Mitch costuma passar os finais de semana. No entanto, Melaine começa a vivenciar algo assustador: milhares de pássaros se instalaram na localidade e começam a atacar as pessoas.

20, 21 e 24 de junho
O Exterminador do Futuro (108 minutos), de James Cameron

Primeiro e disparado o melhor filme da série Exterminador do Futuro e um dos melhores (senão o melhor) trabalho de James Cameron. Nesse clássico da ficção científica, Arnold Schwarzenegger é um androide cujo esqueleto é recoberto por tecido vivo, com inteligência artificial, que vem de um futuro apocalíptico dominado por robôs para matar a jovem Sarah Connor que em alguns anos será a mãe de John Connor, o líder da Resistência Humana que tenta destruir os androides nesse futuro apocalíptico.

Fabio Martins on twitterFabio Martins on linkedinFabio Martins on instagramFabio Martins on googleFabio Martins on facebookFabio Martins on email2
Fabio Martins
Santista de nascimento, flamenguista de coração, paulistano por opção. Ama vídeo game, cinema, séries, música, nerdices e cultura pop em geral.
About Fabio Martins (376 Articles)
Santista de nascimento, flamenguista de coração, paulistano por opção. Ama vídeo game, cinema, séries, música, nerdices e cultura pop em geral.