Westworld S03E07 | Passed Pawn

Passed Pawn, penúltimo episódio da terceira temporada de Westworld, talvez seja o capítulo mais linear e explicativo de todos os três anos da série. E isso não é nenhum demérito. Muito pelo contrário, com o cerco fechando, a história se aproximando do seu fim, nada mais justo do que começar a responder todos os questionamento levantados durante esse período e deixar pequenas pontas soltas para o fecho desse ciclo e o começo do quarto (e possivelmente) último da série.

E talvez o elo de encerramento desse ciclo e abertura de um novo seja Caleb (Aaron Paul), figura central em Passed Pawn, que finalmente teve o seu passado e traumas revelados. Tudo controlado, obviamente, por Dolores (Evan Rachel Wood), que dá, talvez, seus últimos passos para a inevitável guerra entre humanos e anfitriões que está por vir.

A maneira que descobrimos o passado e a verdadeira história de Caleb é muito interessante, em camadas repetitivas, do mesmo jeito que sua memória era apagada e recriada pelos funcionários de Serac (Vincent Cassel), até ele finalmente se lembrar de tudo, de ser um “renegado” pelo sistema Solomon e como era usado para apagar outros excluídos como ele, inclusive seu parceiro Francis (Kid Curi).

Toda essa revelação em Passed Pawn faz sentido para o grande plano de Dolores. Assim como ela teve o seu despertar e de alguns anfitriões, ela precisa que um humano se rebele, desperte e acorde outros humanos para que a revolução contra o sistema que controla ambos seja finalmente derrubado.

E, por incrível que pareça, nem Serac ou Maeve (Tandhie Newton) podem ser a principal linha de defesa do Rehoboan e sim o Homem de Branco (Ed Harris). Único que tem força, capacidade e motivos reais para que as peças do jogo continuem do jeito que estavam.

O ponto negativo não apenas de Passed Pawn como de toda a temporada é a rivalidade entre Maeve e Dolores. Não tem a menor justificativa o amor todo que ela ainda nutre pela “filha”, sabendo que nada daquilo é real e que a garota está em um paraíso fictício, uma espécie de Matrix para os anfitriões que lá chegaram.

Seria muito mais coerente elas se unirem para dar um fim ao pesadelo em que os anfitriões vivem e destinar um lugar melhor para eles. Mas, infelizmente, Jonathan Nola e Lisa Joy estão esticando a corda da personagem ao máximo por causa da simpatia do público com ela. Ou seja, tudo pelo totalmente descartável e apelativo fan service.

E não é só Maeve que vive desse mal. Westworld está trazendo de volta personagens que não têm mais nenhuma utilidade a trama e que estão lá somente para fazer número como Hector (Rodrigo Santoro) e, mais precisamente em Passed Pawn, Clementine (Angela Sarafyan) e Hanaryo (Tao Okamoto). Uma bobagem totalmente inútil.

Faltando apenas um episódio para o fim da temporada, ainda temos um questionamento a fazer, além da expectativa da grande guerra. Onde está a última pérola roubada por Dolores e qual será a influência dela no que está por vir?

Fabio Martins on InstagramFabio Martins on Twitter
Fabio Martins
Santista de nascimento, flamenguista de coração e paulistano por opção. Fã de cinema, música, HQ, games e cultura pop.