Nocaute| Crítica do filme

Jake Gyllenhaal vive a melhor fase de sua carreira. Sua atuação em O Abutre é fenomenal e a transformação física que ele sofreu para estrelar Nocaute, que estreia hoje nos cinemas brasileiros, é impressionante. A sua atuação também é forte, mas infelizmente ela acaba se perdendo no mar de clichês do filme.

Nocaute narra a história de Billy “The Great” Hope (Gyllenhaal), que foi criado em um orfanato e atualmente é campeão mundial de boxe. No auge da carreira e da vida pessoal, bem casado com sua colega de internato Maureen (Rachel McAdams) e pai de uma menina, Billy vive um sonho até o dia que sua esposa é assassinada. Desolado, se afoga na bebida, perde contratos, perde o título, a guarda da filha e chega ao fundo do poço.

Desesperado em tentar recuperar a guarda da filha, Hope convence o rigoroso treinador Tick (Forest Whitaker) a treiná-lo e recuperar o seu cinturão e, consequentemente, sua vida. Essa história de superação já foi filmada dezenas de vezes, em filmes superiores e inferiores a Nocaute. Só para ficar em alguns exemplos, dramas parecidos são os motes de longas de luta como A Luta Pela Esperança, O Lutador, O Vencedor e Rocky III, só para ficar em alguns exemplos. Além de muito parecidos na estrutura, os clichês são excessivos e iguais, derrubando o filme.

Em Nocaute, Whitaker volta a interpretar o seu papel favorito: o de sábio. Não importa se ele seja investigador, policial, advogado, mordomo ou treinador de boxe. Ele é um sábio, sempre. Ele entende das coisas e sabe como a vida funciona. Sabe também como ser um ator clichê e usar isso com frequência. E aqui ele usa e abusa novamente.

Gyllenhaal sobra no filme. Uma bela atuação e uma transformação física impressionante. Depois da magreza em O Abutre, ele aparece forte como um verdadeiro lutador de boxe em Nocaute. Nem parece a mesma pessoa. O seu trabalho como ator também é ótimo e ao que tudo indica ele deve ser indicado para concorrer ao Oscar de melhor ator em 2016. E sem sombra de dúvidas ele será um dos favoritos a conquistar a estatueta.

Nocaute
Direção: Antoine Fuqua
Roteiro: Kurt Sutter
Elenco: Jake Gyllenhaal, Forest Whitaker, Rachel McAdams e Naomie Harris

Fabio Martins on InstagramFabio Martins on Twitter
Fabio Martins
Santista de nascimento, flamenguista de coração e paulistano por opção. Fã de cinema, música, HQ, games e cultura pop.