Netflix divulga primeiras imagens de “Enola Holmes”

Previsto para estrear em setembro na Netflix, “Enola Holmes” tem suas primeiras imagens divulgadas. O filme que conta a história da irmã do maior detetive do mundo, é estrelado por Millie Bobby Brown (Stranger Things), Henry Cavill (O Homem de Aço) e Helena Bonham-Carter (Clube da Luta). A produção conta com uma polêmica antes da estreia: um processo movido pelos detentores dos direitos da obra de Sir Arthur Conan Doyle.

Na Inglaterra de 1884 o mundo está prestes a mudar. Na manhã do seu aniversário de 16 anos, Enola Holmes (Millie Bobby Brown) descobre que a mãe (Helena Bonham-Carter) desapareceu, deixando para trás alguns presentes enigmáticos e um grande mistério sobre seu paradeiro. Depois de uma vida envolta por liberdade, a garota passa agora a viver sob os cuidados dos irmãos Sherlock (Henry Cavill) e Mycroft (Sam Claflin), que decidem mandá-la para uma escola de etiqueta para aprender boas maneiras.

Indignada, ela foge para Londres em busca da mãe. Quando sua jornada a coloca diante de um mistério envolvendo um jovem lorde fugitivo (Louis Partridge), ela acaba descobrindo uma conspiração que pode alterar o curso da História e se transforma em uma investigadora de respeito capaz de superar seu famoso irmão.

Baseado na aclamada série de livros de Nancy Springer, “Enola Holmes” é uma aventura dinâmica e cheia de mistério que apresenta uma concorrente de peso para Sherlock Holmes, o maior detetive de todos os tempos: sua própria irmã.

Processo

O Conan Doyle Estate, espólio do criador de Sherlock Holmes, Sir Arthur Conan Doyle, está processando a empresa por causa dos direitos autorais, segundo o The Hollywood Reporter. A matéria afirma que os responsáveis pelo espólio de Doyle abriram um processo alegando infração de direitos autorais e das marcas registradas do escritor. O motivo é que, segundo o Conan Doyle State, os “traços emocionais” apresentados por Sherlock Holmes nas obras originais devem ser respeitados. Eles defendem também que o filme traz elementos das histórias escritas entre os anos de 1923 e 1927, que ainda não estão em domínio público.

Fabio Martins on InstagramFabio Martins on Twitter
Fabio Martins
Santista de nascimento, flamenguista de coração e paulistano por opção. Fã de cinema, música, HQ, games e cultura pop.