Globoplay estreia a série exclusiva “The Head” em sua plataforma

Não é de hoje que séries europeias fazem sucesso em serviços de streaming. Neste podcast, mostramos algumas delas que são queridinhas de público e crítica. Agora, o Globoplay investe neste segmento, oferecendo a partir de hoje em seu catálogo “The Head”, uma co-produção entre Espanha e Japão estrelada por Álvaro Morte, o Professor de La Casa de Papel.

The Head é um thriller psicológico de sobrevivência ambientado em um dos lugares mais remotos da Terra, a Antártida. Além de Álvaro, a série tem em seu elenco os atores Alexandre Willaume, John Lynch e Katharine O’Donnelly, entre outros.

A história se passa na base internacional de pesquisa Polaris VI, localizada na Antártida, onde um grupo de cientistas permanece isolado durante os seis meses de inverno. Antes que o período acabe, o comandante Johan Berg (Alexandre Willaume) retorna à base para descobrir porque a expedição perdeu toda a comunicação com o mundo externo por semanas.

Quando ele chega ao local, as razões se tornam aparentes: parte da expedição está morta, dois membros desapareceram e há um sobrevivente tão traumatizado que é praticamente incapaz de ajudá-lo a descobrir o que aconteceu.

“São pessoas reais, com emoções à flor da pele e conectadas com o lugar tentando resolver o problema. O que mais gosto no meu personagem é que, a cada passo que dá, se depara com uma nova possibilidade. É um jeito magnífico de contar uma história e deixar o público interessado”

Alexandre Willaume

Este é o ponto de partida da obra. A partir daí, um quebra-cabeça se desenrola ao longo de três linhas cronológicas contadas através de testemunhos conflitantes dos personagens. Mais do que apenas responder quem cometeu os crimes, a série revela os segredos e as conexões entre os personagens, levando o público a olhar por novos ângulos a cada momento. O espectador terá que decidir em quem confiar para desvendar os mistérios da trama.

“Meu personagem (o cozinheiro Ramon) cuida da cozinha da estação, é um cara muito visceral e aparentemente quieto. Assim como os demais, ele possui muitos segredos. Na série, o ponto de vista da cena é de acordo com quem está contando a história. Existem várias perspectivas e acho que, nesse tipo de história, é absolutamente essencial que você não saiba como os personagens são de fato, até o final. A equipe toda é maravilhosa e estou muito orgulhoso de fazer parte disso”

Álvaro Morte

Um dos pontos mais marcantes da obra é a multiculturalidade. O enredo conta com cenas faladas em quatro idiomas: inglês, dinamarquês, sueco e espanhol. Além disso, o elenco provém de sete nacionalidades diferentes, trazendo estilos e sotaques próprios.

Apesar de a série ser ambientada em um local de temperaturas extremas, a estação internacional isolada de pesquisa onde a história se desenrola foi recriada em um espaço de 2000 m² quadrados em Tenerife, nas Ilhas Canárias, durante o verão. Ou seja, a aventura polar foi filmada, quase inteiramente, a uma temperatura acima de 30 ° C. O exterior, ao contrário, foi rodado abaixo de zero na Islândia.

Fabio Martins on InstagramFabio Martins on Twitter
Fabio Martins
Santista de nascimento, flamenguista de coração e paulistano por opção. Fã de cinema, música, HQ, games e cultura pop.